segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Israel alerta o mundo que “as profecias bíblicas estão se cumprindo em nossos dias”


Discurso de primeiro-ministro na ONU pode ser prenúncio da Guerra de Gogue e Magogue.


Embora pesquisas de opinião indiquem que menos da metade da população de Israel acredite nas profecias bíblicas, a questão religiosa sempre foi determinante para o Estado judeu. Quando Benjamin Netanyahu, Primeiro-Ministro de Israel, falou na Assembleia Geral das Nações Unidas, dia 1º de Outubro, os meios de comunicação deram ênfase apenas aos primeiros dois terços de seu discurso.

Netanyahu falou por cerca de meia hora. Grande parte do que foi dito reflete o temos de Israel de um ataque do Irã a qualquer momento. Essa foi a tônica de mais da maior parte de suas colocações. O restante foram considerações sobre um antigo tema: a Palestina. O que surpreendeu a muitos foi os minutos finais do discurso.

Em suma, o primeiro-ministro acredita que o Irã não é confiável e seu recente discurso conciliador esconde uma estratégia armamentista. Nesse momento, é a maior ameaça à paz no mundo. Se as outras nações não desejam enfrenta-lo com uma postura rígida, Israel está pronto para se defender sozinho. Sobre o novo presidente iraniano, Hassan Rohani, foi direto: “Ele é um lobo que acha que pode colocar lã em cima dos olhos da comunidade internacional”. Lembrou ainda que Rouhani, quando foi chefe do Supremo Conselho Nacional de Segurança do Irã, entre 1989 e 2003, deu o aval do governo a atentados terroristas que dizimaram centenas.

Ao longo de seu discurso, Netanyahu apelou para os relatos do Velho Testamento sobre Ciro, o rei da Pérsia [atual Irã] que cerca de 2.500 anos atrás encerrou o exílio dos judeus na Babilônia. Ele também possibilitou o retorno dos israelitas à sua Terra e a reconstrução do Templo de Jerusalém. Para ele, a amizade secular entre os dois povos foi rompida em 1979, quando ocorreu a Revolução Islâmica no Irã, liderada pelo aiatolá Khomeini. Desde então, o governo religioso muçulmano iraniano se aliou aos maiores inimigos de Israel, as nações árabes.

Mais recentemente, aproveitou-se do desenvolvimento de seu programa nuclear e passou a fazer constantes ameaças a Israel. Embora os iranianos neguem, é de conhecimento da ONU que existem centrífugas para o enriquecimento de urânio e uma usina de água pesada que ainda este ano deixará o pais em condições de ter bombas nucleares. Ao mesmo tempo, o Irã agora pede que Israel se desmilitarize e interrompa seus próprios programas armamentistas.

A comparação imediata do primeiro-ministro israelense é com a Coreia do Norte, que manteve um discurso de cooperação até o momento em que realizou testes nucleares e passou a ameaçar a Coreia do Sul e os EUA.

Em outras ocasiões o Irã por acusou Israel de não assinar a Convenção de Armas Químicas nem a Convenção de Armas Biológicas, ou qualquer outro tratado da ONU sobre o armamento nuclear, Isso inclui o Tratado de Não Proliferação, do qual o Irã é signatário.

Porém, Netanyahu alerta que o Irã, ao lado da Rússia, são os grandes apoiadores da guerra na Síria, onde foram usadas armas químicas. A partir daí, falou sobre sua intenção de ter paz com os palestinos desde que haja “reconhecimento mútuo, no qual um Estado palestino desmilitarizado reconhece o Estado judeu de Israel”. Asseverou ainda que Israel é “uma nação próspera com capacidade de se defender”.

Ao encerrar, usou um tom inesperado. “As profecias bíblicas estão se cumprindo em nossos dias. No nosso tempo vemos serem realizadas as profecias bíblicas. Como o profeta Amós [9:14-15] disse, eles reconstruirão as cidades assoladas, e nelas habitarão. Plantarão vinhas e beberão o seu vinho. Cultivarão pomares e comerão os seus frutos. Serão plantados na sua terra para nunca mais serem arrancados da sua terra [que lhes dei, diz o Senhor].

Após repetir os versos no original em hebraico, emendou “Senhoras e senhores, o povo de Israel voltou para casa para nunca mais dela ser arrancado”.

Para muitos teólogos, o cenário que se desenha hoje, comparado ao texto de Ezequiel 38-39, aponta para o que a Bíblia descreve como a Guerra de Gogue e Magogue. Haverá grandes nações do mundo unidas na batalha contra Israel:

1 – a federação de dez reinos, que constitui um grande Império Mundial;
2 – a federação do Norte, (Rússia e seus aliados);
3 – os reis do Leste, povos além do Eufrates (Irã);
4 – o rei do Sul, poder ou coligação de poderes do Norte da África (Egito).

Embora a hostilidade dos quatro primeiros seja de uns contra os outros e contra Israel (Zc 12.2,3; 14.2), é particularmente contra o Deus de Israel que eles lutam. Com informações de Times of Israel.

Para saber mais, assista:


segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Morre o lider da seita Crescendo em Graça, José Luís de Jesús Miranda, autointitulado “Jesus Cristo Homem

Após dizer que havia se transformado em imortal, autointitulado “Jesus Cristo Homem” faleceu por complicações de cirrose
O líder da seita Crescendo em Graça, José Luís de Jesús Miranda, autointitulado “Jesus Cristo Homem”, faleceu na última terça-feira, 13 de agosto, de acordo com informações do site Secretos de Impacto.
Segundo fontes do site, Miranda estava internado no Hospital Metodista de Sugar Land, no estado norte-americano do Texas, para tratar de complicações de uma cirrose hepática, adquirida pelo consumo excessivo de álcool ao longo da vida.
A ex-mulher de Miranda, Josefina Torres, teria concedido uma entrevista, dizendo que nos últimos meses o estado de saúde do líder da seita era delicado, e que o tinha visto vomitar sangue algumas vezes.
José Luís de Jesús Miranda é conhecido por liderar um grupo religioso que incentiva os fiéis a tatuarem o número 666, e pregar que ele é a reencarnação de Jesus.
Em junho do ano passado, Miranda anunciou que ele seria transformado em imortal e dois terços do planeta Terra seriam destruídos numa espécie de apocalipse. Os sobreviventes seriam governados por ele, que conduziria uma espécie de reconstrução do planeta.
Como a “profecia” de Miranda não se cumpriu, a seita divulgou um vídeo na época dizendo que “a era dos imortais” estava começando, e apresentou pregações do líder já supostamente transformado.
Há alguns meses, um vídeo gravado por Miranda e sua nova esposa chamou a atenção por sua aparência debilitada, e despertou a desconfiança que ele já estava doente, e por isso, havia desaparecido da presença do público após a suposta transformação em imortal.
Confira o último vídeo divulgado por José Luís de Jesús Miranda:

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

CINQUENTA CRISTÃOS SÃO QUEIMADOS VIVOS EM CASA DE PASTOR NA NIGÉRIA

Os ataques a cristãos continuam com força total da Nigéria. Relatórios apontam que mais de 100 pessoas foram mortas por terroristas armados na semana passada e o grupo extremista islâmico Boko Haram, mais uma vez assumiu a responsabilidade por eles.
Enquanto fontes diferentes contabilizam a quantidade de pessoas que perderam suas vidas na semana passada, uma história divulgada pela Baptist Press chamou atenção.
Cerca de 50 membros da Igreja de Cristo na Nigéria, moradores da aldeia de Maseh, foram queimados vivos depois de se refugiarem na casa de seu pastor quando fugiam de mais um ataque terrorista.
“Cinquenta membros de nossa igreja foram mortos no prédio da igreja, onde tinha ido se refugiar [na casa pastoral]. Eles foram mortos junto com o pastor, sua esposa e seus filhos”, explicou Dachollom Datiri, vice-presidente da denominação Igreja de Cristo na Nigéria.
Lideranças da Igreja confirmaram que mais de 100 membros foram mortos em diversas aldeias na Nigéria, incluindo Maseh, Ninchah, Kakkuruk, Kuzen, Negon, Pwabiduk, Kai, Ngyo, Kura Falls, Dogo, Kufang e Ruk.
“A Nigéria está realmente se tornando um novo campo de morte para os cristãos. Centenas de cristãos já foram brutalmente assassinados pelo Boko Haram, incluindo mulheres e crianças”, disse Jerry Dykst, porta-voz do ministério Portas Abertas nos EUA. ”O Boko Haram divulgou, no início desta semana, uma ameaça que todos os cristãos devem se converter ao Islã ou eles nunca terão paz novamente. Seu objetivo é fazer toda a Nigéria um país governado e dominado pela lei sharia”, concluiu.
Innocent Chukwuma, consultor de justiça criminal da Nigéria, vai mais além. “Eu não acho que o Boko Haram poderia, invadir essas aldeias sozinhos. Eles precisam do apoio e colaboração dos moradores locais”, disse.
O pastor Ayo Oritsejafor, presidente da Associação Cristã da Nigéria, fez um apelo, afirmando que o Boko Haram é uma organização terrorista e pedindo que a comunidade internacional lute contra ela como faz com a Al Qaeda.
“Há certos extremistas muçulmanos que acreditam que a Nigéria deve ser uma nação islâmica e o Boko Haram é o principal órgão desse grupo de pessoas… O país sempre teve uma população muito bem dividida entre as duas grandes religiões [cristianismo e islamismo ], então não é possível simplesmente islamizar a Nigéria “, acrescentou o pastor.
[Fonte: Gospel Prime]
***
Queridos irmãos, neste exato momento diante de nossa insignificante comodidade e liberdade cristã mal aproveitada oremos pelos cristãos perseguidos na Nigéria.

domingo, 11 de agosto de 2013

DONS IRREVOGÁVEIS - O CRISTÃO PERDE A VIDA ETERNA?



Ao ler a Bíblia devemos prestar atenção ao real significado de determinadas palavras. Por pensarmos conhecer o de algumas muito usadas, às vezes não as analisamos. Elas, porém, podem exprimir o oposto do que pensamos. Exemplo do que acabamos de dizer está no vocábulo "graça". Muitos, provavelmente influenciados pelas palavras do anjo a Maria, pensam tratar-se de louvor, grandeza, isenção de pecados, quando, na realidade, significa "favor imerecido" (não merecido). Analise este versículo que poucos conhecem: "Estevão, CHEIO DE GRAÇA e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo" (Atos 6.8). Embora tenha sido dito que ele, inclusive, estava "cheio de poder" e até "fazia prodígios e grandes sinais" – o que jamais foi dito sobre Maria –, isso não quer dizer que ele fosse sem pecados nem cheio de merecimentos próprios. Ao contrário: era pecador e precisava do favor divino. Foi nesse sentido que o anjo usou a expressão "cheia de graça" (melhor: "muito favorecida") ao se dirigir à mãe de Jesus. Muitos pensam que a Bíblia diz que somente ela foi "cheia" de graça. Dito isso, vamos ao real significado da palavra IRREVOGÁVEL. Segundo os dicionários, é aquilo que não se pode tornar nulo, sem efeito nem invalidado, ou seja, não pode haver arrependimento. E o que quer dizer DOM? Seu significado é "PRESENTE". Podemos dizer que também seja a "capacidade ou talento que o Espírito Santo concede aos servos de Deus para uso em favor dos outros (Hebreus 2.4; 1 Pedro 4.10; Romanos 12.6-8; 1 Coríntios 12.4-10)" ou que seja "oferta (Hebreus 5.1)", porém veremos que tudo isso acaba sendo presente de Deus. O ser humano às vezes dá um presente, mas se arrepende ou até o toma de volta. Com Deus é diferente. Em Romanos 11.29 está escrito que "os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis" ou, segundo outra tradução, "são sem arrependimento". Hoje falaremos apenas sobre um dom. O maior presente que se possa imaginar é, sem dúvida, a salvação, porque, além de ser incomparável, é a vida eterna, na cidade celestial (leia as maravilhas da Nova Jerusalém, cuja descrição simbólica está em Apocalipse 21.9-27), ao lado de Deus, em plena alegria, portanto sem sofrimentos, angústia, depressão, ódio. E esse presente é irrevogável e nos é dado totalmente de graça. Quando dizemos que Deus nos dá a vida eterna, todos aqueles que se julgam cristãos concordam. Quando dizemos que ela é irrevogável, também concordam, pois sabem que, do céu, ninguém passará jamais para o inferno. Mas quando dizemos que é irrevogável no sentido de que tomamos posse dela aqui na Terra, enquanto vivos, e que, a partir do instante em que isso acontece, jamais a perderemos, seja em vida ou depois da morte, aí haverá alguma discordância. Quase todo o mundo já deve ter ouvido esta frase: "Fulano perdeu a salvação" ou esta: "Eu não vou fazer uma coisa dessas porque não quero perder a vida eterna". Trata-se de um assunto polêmico, mas que pode ser entendido sem grandes dificuldades. Primeiramente, não cometer pecados apenas por medo do inferno, mas ter anseio profundo de cometê-los, já é pecado, pois o coração está repleto de desejos reprováveis (Mateus 5.28; Marcos 7.21; 1 João 3.15). Temos de levar em conta que "salvação" tem vários significados. Porém, no sentido a que nos estamos referindo neste artigo, significa o mesmo que "vida eterna". Mas o que é vida eterna? O próprio nome o diz: "que dura para sempre; que não tem fim; incessante". Portanto, é o oposto de "vida passageira". Agora pense nisto: Digamos que lhe ofereçam um presente que você almeje. Você, desconfiado, pergunta: – Por que você me está dando isto? Que fiz para merecê-lo? – Não fez absolutamente nada. É um presente. Você sabe que jamais deixei de cumprir o que prometo. Apenas creia que lho estou dando. – Mas que trabalho terei de fazer para você para que seja meu? – Para ganhá-lo você não precisa fazer nenhum trabalho para mim. – Mas por quanto tempo você me está dando o presente? – Presente é presente. Não é para ser devolvido, caso contrário não seria presente. Ele é seu para sempre, eternamente, sem arrependimento de minha parte. Você o aceita, porém, algum tempo depois, quem lho deu vai até você dizendo que se arrependeu de havê-lo dado ou que o está pedindo de volta porque você não fez por merecê-lo. Você poderia argumentar: – Você me deu porque quis, não me impôs nada em troca e disse que me seria dado eternamente. Já que o está tomando, não foi um presente como me havia dito, mas uma barganha pelas minhas atitudes. Você não teve palavra, pois disse que, mesmo sendo um presente imerecido de minha parte, você mo estava dando em caráter irrevogável. Ao tomá-lo, vejo que foi apenas um presente passageiro. Compare isso com o que está em Efésios 2.8,9: "Porque pela graça" (por um favor imerecido) "vocês são salvos" (ganham a vida eterna), "mediante a fé, mas isso não vem de vocês, é dom" (é presente) "de Deus, não vem de obras" (de trabalhos, ações) "para que ninguém se vanglorie" (se orgulhe). Poder-se-á alegar que não se trata de a vida eterna ser tomada, mas perdida. Mas, ao sermos salvos, tornamo-nos templo do Espírito Santo, que habita em nós e Ele é o selo, o penhor, a garantia de nossa herança, isto é, a garantia de que estamos salvos. Como poderia alguém "perder" o Espírito Santo que fez habitação em si? Outros dirão que perdemos a salvação enquanto vivos, pelas nossas más obras. Acontece que, se a perdêssemos em vida, logicamente seria porque também a havíamos ganhado em vida. Mas como perder o que nos foi dado em caráter eterno, irrevogável? Se isso acontecesse, quem a perdesse poderia dizer que ganhara apenas uma "vida passageira". Vejamos algumas provas de que a salvação ou vida eterna é ganha enquanto estamos vivos (preste bem atenção aos verbos no tempo presente, e não no futuro): – "Quem crê no filho TEM" (já tem) "a vida eterna" (João 3.36); – "Estas coisas vos escrevi a fim de saberdes que TENDES a vida eterna" (a fim de que vocês saibam que TÊM a vida eterna), "a vós outros que credes no nome do Filho de Deus" (1 João 5.13); – "Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, TEM a vida eterna, NÃO entra em juízo, mas PASSOU da morte para a vida" (Jesus, em João 5.24). Portanto já ganhou a salvação aqui na Terra; – "As minhas ovelhas ouvem a minha voz... Eu lhes DOU a vida eterna; JAMAIS perecerão, eternamente, e NINGUÉM as ARREBATA de mim" (João 10.27,28); – "Porque na esperança" (no esperar com certeza) "FOMOS salvos" (Romanos 8.24); – "... Deus, que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça" (favor imerecido) "que NOS FOI DADA em Cristo, antes dos tempos eternos" (2 Timóteo 1.9); Há outros versículos, além desses, mostrando que, ainda aqui na Terra, os escolhidos de Deus já têm a vida eterna. Mas a quem pensa que o homem a perde, perguntamos: Ele a perde por ter praticado qual tipo de pecado? Medite bem e verá que não seria fácil responder a essa pergunta, pois pecado é pecado; qualquer um atrai a ira de Deus. A única forma, então, de não perdermos a salvação seria nunca pecarmos. Observe que até mesmo alguns cristãos, descuidando-se ou se acovardando, costumam fazer uso de uma "mentirinha", achando tratar-se de atitude sem gravidade, quando mentira não tem tamanho e é um pecado sério, pois o pai dela é o próprio diabo (João 8.44). Qualquer pecado, mesmo que você o ache mínimo, sem importância, faz com que você transgrida toda a lei de Deus, "pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos" (Tiago 2.10). Logo, todos os pecados, independentemente do tamanho que possamos atribuir a eles, fazem com que nos afastemos de Deus. Entretanto, o único pecado que não tem perdão, está escrito, é a blasfêmia contra o Espírito Santo, o qual é praticado por quem nunca teve a vida eterna, isto é, por quem nunca foi nem jamais será salvo, pois nega Cristo. E aquele que O nega "é mentiroso... é o anticristo" (1 João 2.22). Sendo assim, esse tipo de pecado não causa a perda da vida eterna, pois ninguém perde aquilo que nunca teve. Certa vez, conversando sobre isso com um membro de outra denominação religiosa, ele nos disse: “Continuo achando que, se praticarmos qualquer pecado que seja, estaremos no fogo.” Não houve oportunidade de continuarmos a conversa, mas pretendíamos lhe perguntar: – "Você se considera salvo ou no fogo (infernal)?" Se nos respondesse: – "Sou um salvo em Jesus Cristo", poderíamos retrucar: – "Então você está afirmando que não tem pecado nenhum." Acredito que não responderia afirmativamente, pois "se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo" (Deus) "de mentiroso e a sua palavra não está em nós" (1 João 1.9). Mas se ele dissesse: – "Tenho pecados sim; todos têm", poderíamos retrucar: – "Então você não é 'um salvo em Cristo', pois teria de estar 'no fogo', como acabou de dizer que é o que acontece com quem pratica qualquer pecado. Quem é salvo não pode estar no fogo." É importante sabermos, nós os cristãos, que em Cristo: - "... fomos também feitos herança, predestinados" (destinados com antecedência) "segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho de Sua vontade, a fim de sermos para louvor da Sua glória" (há quem pense que louvor é apenas música, e os predestinados seriam os cantores escolhidos para louvar, com sua voz, a Deus, no céu e na Terra; mas louvor é muito mais abrangente que isso, e deve ser atitude de todos os cristãos, quer cantem, quer não), "nós os que, de antemão" (previamente, com antecipação) "esperamos em Cristo; em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdad'e, o evangelho da vossa salvação" (vossa = dos fiéis em Cristo – ver Efésios 1.1), "tendo nele também crido, FOSTES" (isto é, já foram) "SELADOS com o Santo Espírito da promessa, o qual é o PENHOR da vossa HERANÇA" (herança de vocês) "até ao RESGATE da SUA PROPRIEDADE, em louvor da SUA glória" [aqui não está dito vossa, mas SUA, por duas vezes, ou seja, de Cristo] (Efésios 1.11-14). Portanto, logo que você ouviu a Palavra da Verdade e creu verdadeiramente (o ato de crer provém de Deus – Efésios 2.8), você foi selado. O selo, colocado em documentos, era uma marca feita com o anel, ou sinete, do rei sobre argila, cera, etc. Tratava-se de um sinal de autenticidade, autoridade e inviolabilidade. O selo só podia ser quebrado pelo rei ou por quem fosse autorizado. E fomos selados com o quê? Com o próprio Espírito Santo. E o que acontece então? Ele se torna o PENHOR, a garantia de nossa herança. Você sabe que penhor é um bem oferecido para garantir uma dívida; se ela não for paga, ou se for quitada apenas parcialmente, a coisa penhorada fica como pagamento do débito. Antigamente, penhor era a primeira parcela de uma compra, era o sinal de um negócio que fora fechado, significando que a coisa comprada já tinha dono e estava à espera dele. Diz Paulo em Filipenses 1.6: “Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus”, isso porque Deus não desiste de quem ele escolheu; já somos "propriedade exclusiva" dele (1 Pedro 2.9). Existe garantia maior que essa de que você receberá sua herança, a qual é a vida eterna? Ela está garantida pelo Espírito Santo. E até quando você terá essa garantia enorme? Até "ao RESGATE" da propriedade de Cristo (você, sendo um escolhido por Deus, é propriedade dele). Portanto, quando for quebrado o selo, por Cristo, será porque você estará no céu. Lá você já não precisará de penhor. Sua dívida, garantida até o final, foi quitada. A Bíblia fala na salvação como uma herança que Cristo nos deixou. Herança é aquilo que recebemos de alguém após sua morte. Mas como é essa herança deixada por ele? Veja: - "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança" (esperança, no sentido bíblico, é aguardar com certeza absoluta) "mediante a ressurreição de Cristo dentre os mortos, PARA UMA HERANÇA INCORRUPTÍVEL" (que não se corrompe, não se estraga, não apodrece), "sem mácula" (sem mancha), "IMARCESCÍVEL" (que não murcha), "RESERVADA nos céus para vós outros, que sois GUARDADOS pelo poder de Deus, mediante a fé" (que ele nos dá – Efésios 2.8), "para a salvação preparada no último tempo" (1 Pedro 1.3-5). Preste atenção ao fato de que nossa herança já está reservada nos céus e foi dito que somos guardados pelo poder de Deus para a salvação que está preparada para nós. Se Deus guardasse todo o mundo, todo o mundo seria salvo. Portanto, quem é guardado é aquele que recebeu, em vida, o presente da vida eterna. E se este é guardado pelo nosso Pai celestial, "quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica" (Romanos 8.33). Deus não falha em seu ato de guardar os seus escolhidos, como não falha nunca em quaisquer de seus planos. O apóstolo João é bem claro ao esclarecer que os cristãos não estarão "no fogo" por causa dos pecados que vierem a praticar: "Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o justo" (1 João 2.1). Ele está ensinando que não podemos pecar, não podemos viver em pecado, porém, se pecarmos (não deliberadamente – Hebreus 9.16 –, mas por acidente, por uma queda, por descuido), teremos um defensor: Jesus, o qual já pagou nossa dívida na cruz. Se Deus a cobrasse de nós, CRISTÃOS, após nossa morte, estaria cobrando o mesmo débito duas vezes. E Deus não faz isso. Há quem diga: "Conheci algumas pessoas que ficaram pouco tempo na igreja, porém outras que ficaram décadas mas a abandonaram ao fim da vida e morreram em pecado, em plena orgia." A Bíblia esclarece: "Eles saíram do nosso meio, entretanto não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos" (1 João 2.19). Vários textos aparentam que o cristão pode perder a salvação, porém devem ser bem analisados. Uma boa regra de interpretação bíblica é listarmos o máximo possível de textos que narrem o assunto em estudo. Feito isso, deveremos analisar aqueles de fácil compreensão, induvidosos. Após chegarmos à conclusão do que eles querem, de fato, nos transmitir, aí sim, deveremos nos aprofundar naqueles que nos causem dúvidas, pois, feito isso, os entenderemos melhor, uma vez que não existe contradição na Bíblia. Muitas vezes nossas dúvidas são causadas pela leitura de texto fora de seu contexto ou por não conhecermos bem outros livros sagrados. Com base no que acabamos de afirmar, concluímos que os trechos a seguir correspondem ao ensino de 1 João 2.19, que transcrevemos logo acima: Parábola do semeador – "... a Palavra é semeada; e enquanto a ouvem, logo vem Satanás e tira a Palavra semeada neles. Semelhantemente a esses são os que... ouvindo a Palavra, logo a recebem com alegria. Mas eles não têm raiz em si mesmos, sendo, antes, de pouca duração; em lhes chegando a angústia ou a perseguição por causa da Palavra, logo se escandalizam" (Marcos 4.15-17). Estes últimos são considerados "terrenos rochosos". Videira e os ramos – "Eu sou a videira, vós os ramos... Se alguém não permanecer em mim será lançado à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam" (João 15.5,6). Correspondem aos mesmos "terrenos rochosos". Quem não é de Cristo não permanece nele. Iluminados – A Bíblia foi escrita pela "inspiração" do Espírito Santo. Nós somos "iluminados" para interpretá-la, entendê-la. Hebreus 6.4-20 fala daqueles que foram iluminados, "provaram o dom celestial, tornaram-se participantes do Espírito Santo e provaram a boa Palavra de Deus ... e caíram", mas não fala que foram salvos e depois perderam a salvação. Os que, mesmo não sendo convertidos (os não salvos), participam por algum tempo da igreja de Cristo provam de tudo isso, porém caem, não permanecem nela, pois jamais pertenceram a ele. É impossível outra vez renová-los "para arrependimento". Já aquele que é de Deus, "se cair não ficará prostrado, porque o SENHOR o segura pela mão" (Salmo 37.24). Observe que João Batista realizava "batismo de arrependimento", mas o de Cristo é com o Espírito Santo (Marcos 1.4,8). Paulo rebatizou pessoas que haviam sido batizadas por João Batista (At 19.4). As Escrituras mencionam também o caso daqueles que fazem parte de uma igreja, permanecem nela a vida toda, aparentam ser bons cristãos, mas são o joio misturado ao trigo, filhos do maligno, semeados nela por ele (Mateus 13. 25,38). Somente na colheita (no final), serão separados e lançados ao fogo (Mateus 13.24-30). Alguns deles chegarão a dizer: "Senhor, Senhor! Porventura não temos nós profetizado EM TEU NOME, e EM TEU NOME não expelimos demônios, e EM TEU NOME não fizemos milagres?" Mas Jesus lhes dirá "explicitamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade" (Mateus 7.22,23). Eles, inclusive, alegarão, para sua salvação, as obras que fizeram através do nome de Jesus, o que de nada lhes adiantará, pois obras não salvam ninguém. Os cristãos devem fazer parte de uma igreja séria, mas isso não significa que serão salvos todos os que a frequentarem, pois igreja não salva ninguém. Só Jesus salva. Mas quem alega que não vai à igreja porque pode ser cristão em casa mesmo, não está correto. Se Cristo edificasse a Igreja dele para ficar vazia, estaria sendo tolo, o que ele não é. Como a edificou, é porque quer que nos congreguemos nela e se alegra com isso. Ela é a reunião dos salvos, dos que ainda serão salvos e daqueles que se simpatizam com o povo de Deus. E, entre esses, também está o joio. Igreja (ekklesia) não é um prédio, mas a reunião de pessoas da mesma fé. Quem não vai à Igreja de Cristo alegando erros de seus frequentadores, que atire a primeira pedra. Eles estão vendo o defeito dos outros, esquecendo-se dos seus, às vezes piores (Lucas 6.41). Será que lá nos bares, nos carnavais, nas rodas de fofocas ou em frente à TV estarão em melhor companhia ou ouvindo palavras mais edificantes? Igreja não é lugar dos totalmente puros, pois não há ninguém assim, mas de pessoas que pretendem ir se santificando a cada dia para Deus. Os cristãos verdadeiros pecam, mas não “vivem no pecado” (2 Timóteo 2.5). Temos de estar cientes de que o homem, antes de ser salvo, é inimigo de Deus (Romanos 5.10) e escravo do pecado (João 8.34). Ele está nas trevas e é treva (1 Pedro 2.9; Efésios 5.8) e está morto em pecados e delitos (Efésios 2.1). O salvo é aquele que, mesmo ainda na condição de pecador, já tem Cristo no coração. Mas como Jesus disse: "Ninguém pode vir a mim se o Pai que me enviou não o trouxer" (João 6.44), isso é sinal de que Deus, primeiramente, nos escolhe na condição deplorável em que estávamos, nos elege e nos leva ao Filho, a fim de que, pela atuação do Espírito Santo, aceitemos o convite da salvação que nos é feito. Só aí ganhamos a vida eterna, pois, de criaturas, passamos a filhos de Deus, pela adoção em Cristo (Efésios 1.5). O único filho legítimo de Deus é Jesus (João 3.16). Digamos, só para argumentar, que, após a adoção, o homem peque por um descuido, e sabemos que peca mesmo, e, por isso, "estivesse no fogo", ou seja, perdesse a salvação que ganhou como um presente eterno. O que lhe aconteceria? Se a perdesse, é claro que teria de voltar à sua condição primitiva, de morto em pecados e delitos, pois morte é separação de Deus. Morto espiritualmente, voltaria à condição de inimigo de Deus, de escravo do pecado e de treva. Mas estaria definitivamente condenado ao inferno? Cremos que ninguém diga isso, uma vez que, como já vimos que o único pecado sem perdão é a blasfêmia contra o Espírito Santo, por certo ele ainda teria mais chances, pois continua vivo. Segundo alguns, que defendem a perda da vida eterna, para que o homem a ganhe, ou para que tenha outra chance antes de sua morte, será necessário: 1 – Que ele queira a salvação – Mas "Deus é quem efetua em vós tanto o QUERER como o realizar, segundo a sua boa vontade" (Filipenses 2.13), "assim, pois, NÃO DEPENDE de quem QUER, ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia" (Romanos 9.16). O grande problema daquele que não é escolhido é que ele não quer ir a Cristo por si mesmo, não quer a vida eterna. Disse Jesus: "... não quereis vir a mim para terdes vida" (João 5.40). É por isso que só vai a Cristo quem Deus leva (João 6.44; Romanos 3.11). 2 – Que ele tenha fé – Porém "isto não vem de vós, é dom de Deus" (Ef 2.8). Como "fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem" (Hebreus 11.1), o homem, quando em sua condição de inimigo de Deus, jamais pode ter certeza nem convicção por si próprio. E todos, sem exceção, estávamos nessa condição. É por isso que é preciso que Deus a dê; se não a desse, ninguém a teria. Quem não a tem, não é ainda ou nunca será um salvo ("sem fé é impossível agradar a Deus" – Hebreus 11.6). Se Deus a desse a todos, todos teriam a vida eterna e não existiria o inferno. 3 – Que ele tenha arrependimento – Acontece que o arrependimento também nos é dado por Deus (Atos 5.31; 11.18; 13.48; 2 Timóteo 2.24,25). Além do mais, um escravo do pecado, que não quer a ir a Cristo nem ter a vida eterna, não se arrependeria por si só, pois seu senhor é outro, para quem ele trabalha com prazer. Como um "morto" não consegue nada disso sozinho, se o homem perdesse a salvação uma vez, Deus teria de voltar a pegá-lo nessa condição, voltar a levá-lo a Cristo e ele teria de passar pelo mesmo processo de salvação inicial, até recuperar a vida "eterna" perdida. Visto que todo homem cai constantemente, várias vezes ao dia, o que lhe aconteceria ao ir caindo sucessivamente? Voltaria sempre à condição de morto a cada vez que pecasse e, a cada vez, tudo teria de recomeçar do zero, com Deus o resgatando todas as vezes. Seria um "círculo virtuoso" da parte de Deus e um "círculo vicioso" da parte do homem, até os seus últimos segundos de vida. Impossível isso. Se cair fosse sinal de perda da salvação, ninguém seria salvo, pois as maiores personagens bíblicas caíram. Como só perdemos aquilo que possuímos, quem não vai para o céu não perdeu a salvação. Na verdade, jamais a ganhou. Veja o exemplo de Judas Iscariotes, "o filho da perdição", anunciado desde o Antigo Testamento. Assim, podemos afirmar: O salvo jamais perde a vida eterna, porque ela, além de ser eterna, lhe foi dada em caráter irrevogável e, sendo assim, está garantida. Não é porque a salvação é irrevogável que o homem se veja no direito pecar e tenha ânsia de fazê-lo. Pecar deliberadamente, como já vimos, pode ser sintoma de que não se está salvo. Quem tem a vida eterna em si passa a ser templo do Espírito Santo. Sendo assim, seu comportamento, seus gostos, seus costumes vão mudando. Ele abandona as coisas velhas. Passa a ser árvore boa produzindo bons frutos, a ser filho de Deus, pela adoção em Cristo Jesus. E quem é filho dele poderá, por seus erros, receber correção, a qual é quase sempre dolorosa. Mas, terminada, verá como foi boa para seu crescimento espiritual (Hebreus 12.7,8,11). Se você foi adotado, jamais perderá a condição de filho. Um bom pai não mata o filho que erra, mas apenas o corrige, o repreende. Os condenados à perdição não são nem nunca foram filhos de Deus, mas apenas criaturas. Se você ainda não abriu o coração para receber Jesus Cristo como seu único Senhor e Salvador, faça-o ainda hoje, em oração a Deus, em nome de Seu filho, e receba o grande e irrevogável presente, que lhe é dado gratuitamente.

Por: www.silveiralivros.com.br

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Jovens que fazem diferença em sua geração



Quando Paulo escreveu a carta a Timóteo, este era um jovem, e Paulo o desafiou a não permitir que sua juventude fosse desprezível diante de Deus.

Vivemos em uma geração na qual muitos jovens têm se convertido, muitos têm nascido de novo, mas suas vidas cristãs são desprezíveis, medíocres. Não possuem autoridade da parte de Deus para falar ao coração de seus pais, de seus colegas, dos que vivem à sua volta.

Qual o problema?... Uma mocidade desprezível.

Uma mocidade desprezível é uma mocidade mundanizada dentro da igreja, rasa em sua fé, à qual falta realidade espiritual, profundidade em Deus e em Sua palavra, falta a radicalidade que encontramos na cruz que seguimos. Estão mais interessados em “baladasgospel” do que em “altares de sacrifício” onde são consumidos diante de Deus a para Deus. A igreja, em muitos lugares, tem se tornado um grande ponto de encontro aos sábados à noite ao ritmo de “trance gospel”.

Nós nos tornamos desprezíveis, desnecessários, quando não estamos seguindo em realidade o “Cristo em nós”. Quando, por exemplo, pregamos para agradar a multidão e não para confrontá-la. As pessoas muitas vezes se tornam reféns umas das outras, confundindo graça e amor com obrigação de sempre agradar o outro, nunca incomodá-lo, falar só o que ele quer ouvir.

Mas isso não é amor, amor é falar a verdade, é falar que o caminho pelo qual a pessoa está seguindo é um caminho de morte, ainda que ela não goste de ouvir. Um dia alguém fez isso conosco, nós estávamos indo para um buraco, e Deus nos tirou de lá através de alguém, por isso devemos ser radicais e insistir em indicar o caminho para impedir que o outro erre.

As pessoas têm uma mentalidade errada, não querem falar a verdade, mas a igreja de vencedores fala a verdade porque ama. Se eu já andei algum caminho a sua frente, posso ser usado para impedir que você erre onde eu errei, posso lhe indicar caminhos de sucesso e de bênção, porque alguém um dia já fez isso comigo.

Não criamos nossos filhos de qualquer jeito, não podemos deixá-los fazer o que quiserem. Quem foi que disse que quem ama não confronta, não contraria? Isso é contrário à palavra de Deus.

Você quer andar em um lugar onde não o incomodam? Quer andar em um lugar sem desafios?Sem lutas? Onde ninguém se intromete em sua vida, sem incômodo, porque já basta a pressão da escola e do trabalho? Esse lugar não existe para os vencedores!

Ser alguém espiritual começa no dia em que você escolhe ser um vencedor, sai do nível da superficialidade para entrar no da profundidade; assim, você não vai serapenas mais um meio da multidão. Será que é desejo de Deus que você viva na mediocridade, na média? Não, Deus tem nos chamado para sermos uma igreja de vencedores. Nós não aceitamos ser igreja para constar. Nós temos uma visão, nós caminhamos em uma direção.

É desprezível o jovem que não segue o caminho do seu mestre, Jesus, que disse:Eu vim para lançar fogo sobre a terra e bem quisera que já estivesse a arder. Lucas 12:49

É impossível seguir Jesus e não lançar “fogo sobre a terra”; nossa vida e nossas palavras são palavras de confronto, estão na contramão do mundo.

Como lemos em Tiago 4:4 “a amizade do mundo é inimiga de Deus.”. Se é amigo do mundo, não é amigo de Deus; se ainda é útil para o mundo, é desprezível para Deus. Jesus foi eliminado pelo mundo porque não era útil para ele.

Jesus também disse que: “quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa dele e do evangelho salvá-la-á”. Mc 8:35

Se você quer ser um vencedor, deve aprender a fazer escolhas segundo o padrão de Deus. As decisões que você toma hoje vão determinar o que vai ser da sua vida amanhã. Todos nós temos lutas, todos nós temos problemas. Jesus sabia que havia um preço a pagar, mas não baixou o padrão.

Muitos o abandonaram porque disseram que Ele era radical demais. (Que conversa é essa de comer da sua carne e beber do seu sangue, você está doido? Que conversa é essa de perder a vida?) A Bíblia fala que muita gente abandonou Jesus, e os discípulos chegaram para Ele em determinado momento e falaram: - Jesus, todo mundo já o deixou, você quase foi morto em Jerusalém, e quer voltar lá para morrer? Jesus respondeu: - É isso mesmo, mas fiquem à vontade, se vocês também quiserem ir embora, a porta está aberta. Contudo, Deus me chamou para um lugar, para aquela cruz onde eu terei a vitória, onde é o lugar do vencedor, e é para lá que estou indo.

Se alguém quer andar comigo, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz também e vamos embora, porque nós vamos chegar lá.

É preciso que você tenha raízes em Deus, que você cresça com realidade espiritual, cresça em revelação para aprender a lidar com as batalhas, para aprender a andar em um caminho de vitória e não apenas ficar dependendo de domingo após domingo nos cultos da igreja. O Senhor quer levantá-lo a níveis de maturidade em que você possa viver uma vida cristã digna, que valha a pena, que glorifique a Deus.

Um dia todos nós compareceremos diante do tribunal e vamos colocar o nosso coração diante de Deus, vamos apresentar a nossa história diante dDele. Eu e você temos apenas uma oportunidade: esta vida é única, é ímpar. E cada um está fazendo as suas escolhas, tomando as suas decisões, mas esta vida vai passar. A história de todo homem uma hora encerra, naquele dia os livros vão se abrir, e aí o que decidimos será lido, e segundo o que nós fizemos e escolhemos, será a nossa recompensa ou a nossa disciplina.

Mas naquele dia, quando você chegar lá, eu quero que você me olhe com um sorriso e fale: - Pastor, muitas vezes eu já fiquei com raiva de você, mas também já o perdoei muitas, porque depois eu entendi que eu é que estava errado. Hoje eu quero lhe agradecer, porque valeu a pena.

Nosso encargo é edificar jovens que fazem, de fato, diferença onde vivem, no tempo que se chama hoje, jovens que são modelo e padrão, conhecem a Deus por realidade e revelação da Palavra, jovens dos quais há um testemunho.

Se você decidiu ser um vencedor, você tem que ter consciência de uma coisa: o caminho é apertado, o fogo queima, incomoda. Nós temos um compromisso com a verdade.

Na Biblia lemos sobre jovens que conheceram a Deus e fizeram história, como Davi (1Sm 17:33-37). Havia uma guerra e Davi foi lá, querendo enfrentar o inimigo, mas Saul (que era o rei) disse a ele:

- Contra o filisteu não poderás ir para pelejar com ele; pois tu és ainda moço, e ele, guerreiro desde a sua mocidade.
(Você é da rede de jovens, Davi, não pode andar nessas batalhas. Você ainda é moço e o diabo é guerreiro desde a mocidade...)

- Teu servo apascentava as ovelhas de seu pai, quando veio um leão ou um urso e tomou um cordeiro do rebanho, eu saí após ele, e o feri, e livrei o cordeiro da sua boca; levantando-se ele contra mim, agarrei-o pela barba, e o feri, e o matei. O teu servo matou tanto o leão como o urso; este incircunciso filisteu será como um deles, porquanto afrontou os exércitos do Deus vivo. Disse mais Davi: O Senhor me livrou das garras do leão e das do urso; ele me livrará das mãos deste filisteu.

Então, disse Saul a Davi:

- Vai-te, e o Senhor seja contigo.

E Davi, que era apenas um moço, foi usado por Deus. Se um dia, na história da Igreja, na história de um povo, de uma nação, um moço que tinha algo em Deus se levantou para tirar a afronta, por que o mesmo Deus não pode levantar jovens para tirar a afronta desta nação? Para se posicionarem, para destronarem demônios, para trazerem o reino de Deus sobre o Brasil? Será que Deus mudou? Será que Deus não pode fazer? Pode, Ele fez através de Davi! 

Por: Pr Naor Pedroza.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Peniel - Pr. Aluizio A. Silva.

ENCONTRE COM DEUS FACE A FACE E SUA VIDA NUNCA MAIS SERA A MESMA!





E levantou-se aquela mesma noite, e tomou as suas duas mulheres, e as suas duas servas, e os seus onze filhos, e passou o vau de Jaboque.
E tomou-os e fê-los passar o ribeiro; e fez passar tudo o que tinha.
Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu.
E vendo este que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com ele.
E disse: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se não me abençoares.
E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó.
Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste.
E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali.
E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva.
E saiu-lhe o sol, quando passou a Peniel; e manquejava da sua coxa.
Por isso os filhos de Israel não comem o nervo encolhido, que está sobre a juntura da coxa, até o dia de hoje; porquanto tocara a juntura da coxa de Jacó no nervo encolhido.

Gênesis 32:22-32

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Você quer um amigo? (J. C. Ryle)

                                              

                                                 SINOPSE DO LIVRO VOCÊ QUER UM AMIGO?


“Este mundo é cheio de tristeza, porque é cheio de pecado. É um lugar escuro. É um lugar solitário. É um lugar decepcionante. O raio de sol mais brilhante neste mundo é um amigo. Amizade corta nossos problemas pela metade e multiplica por dois as nossas alegrias. Você tem um amigo?
Um amigo verdadeiro é escasso e raro. Há muitos que irão comer, beber, e rir conosco na luz do sol da prosperidade. Há poucos que permanecerão ao nosso lado nos dias de escuridão, há poucos que nos amarão quando estivermos doentes, desamparados e pobres, há poucos, acima de tudo, que cuidarão de nossas almas. Você tem um amigo verdadeiro?
Leitor, você quer um amigo verdadeiro? Eu escrevo para recomendar um à sua atenção neste dia. Eu sei de um que ‘é mais chegado que um irmão.’ (Prov. 18:28). Eu sei de um que está pronto para ser seu amigo por todo tempo e eternidade, se você o receber. Ouça-me enquanto eu tento te contar algo sobre Ele.
O amigo que eu quero que você conheça é Jesus Cristo. Feliz é a Festa de Natal em que Cristo tem o lugar principal!”
J. C. Ryle

CARACTERÍSTICAS

Título: Você quer um amigo?
Autor: J. C. Ryle
Publicação: Projeto Ryle
Páginas: 16
Tradução: Livia Berlandi Vale
Revisão: Armando Marcos Pinto

Porque cantamos Salmos (Daniel Hyde)


                                              SINOPSE DO LIVRO PORQUE CANTAMOS SALMOS

‘Os 150 salmos devem ter o lugar principal no cântico das igrejas.’ É assim que o Church Order of the United Reformed Churches in North America inicia seu artigo sobre o que deve ser cantado nas igrejas. Como uma congregação membro dessa confederação, a nossa igreja está comprometida com o princípio de que somos um povo que canta os Salmos. Porém, a questão é: por quê? Especialmente nas igrejas de nossa cultura, nas quais predomina a música cristã contemporânea, cantar os Salmos (também chamado de Saltério) é uma prática exótica. Então, deixe-me aplicar porque cantamos os Salmos.”
Daniel Hyde

CARACTERÍSTICAS

 ítulo: Porque cantamos Salmos
Autor: Daniel Hyde
Publicação: Projeto Os Puritanos
Páginas: 113


Link Para Download: http://www.4shared.com/office/L7J8VtPd/livro-ebook-porque-cantamos-sa.html

A membresia da igreja (Charles H. Spurgeon)

                                          

                                                SINOPSE DO LIVRO A MEMBRESIA DA IGREJA

“E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus.” - 2 Coríntios 8:5

“Ó amados professos aqui presentes, sua consagração a Cristo foi tão sincera como essa, ou simplesmente vieram e fizeram uma profissão de fé porque outros a fizeram, e perseveraram nessa profissão – tendo sido uma mentira – porque não suportavam a vergonha de confessar que tinham cometido um erro? Ó, a profissão é sincera ou não? Se não é, que Deus a converta em sincera, pois somente a profissão que vem do coração é a que permanecerá no último dia do grande juízo. Senhor, livra-nos de ter uma religião desprovida de coração!
A consagração deles ao Senhor foi, continuando, uma consagração voluntária. Todos os soldados de Cristo são voluntários, e, no entanto, todos eles são homens forçados. A graça de Deus constrange aos homens para se converterem em cristãos, no entanto, unicamente os constrange sendo consistente com as leis de suas mentes. A liberdade da vontade é uma verdade tão grande como o é a predestinação de Deus. A graça de Deus, sem violar nossas vontades, faz com que os homens estejam dispostos no dia do poder de Deus, e então se ofereçam a Cristo Jesus.”
C. H. Spurgeon

CARACTERÍSTICAS

Título: A membresia da igreja
Autor: Charles H. Spurgeon
Publicação: Projeto Spurgeon
Páginas: 15



Fé salvadora (Charles Haddon Spurgeon)



SINOPSE DO LIVRO FÉ SALVADORA
“Tua fé te salvou.”
Lucas 7:50 e Lucas 18:42

“Nós não devemos forçar nenhuma expressão para fazê-la expressar algo mais além do que se pretendeu dizer, e é bom proteger as palavras para que não sejam mal entendidas; mas por outro lado, não podemos ir tão longe como para negar uma declaração do próprio Senhor, independentemente de que sentido queremos lhe dar. Podemos destacar, mas não contradizer a expressão, pois ali está firme, inalterável,‘Tua fé te salvou’.
Agora, no dia de hoje vamos indagar, com a ajuda de Deus, o que foi que salvou as duas pessoas cujas histórias estaremos considerando? Foi sua fé. Nossa segunda pergunta será que tipo de fé os salvou? E depois, em terceiro lugar, o que isso nos ensina referente à fé?”
C. H. Spurgeon


CARACTERÍSTICAS


Título: Fé salvadora
Autor: Charles H. Spurgeon
Publicação: Projeto Spurgeon
Páginas: 19




Momento de Adoração - Teus Sonhos - Fernandinho




Guarda o meu coração, oh Deus
Guarda o meu coração
De fazer minha vontade
De viver para mim mesmo (2x)

Quão insondáveis são os seus caminhos
Inexplicáveis são os seus juízos

Minha vontade já deixei,
O teu reino já ganhei (2x)

Coro:
Os teus sonhos são maiores do que os meus
Os teus caminhos bem mais altos do que os meus
Toma minha vida tudo é teu,
Toma minha vida tudo é teu.

Venha o teu reino
Seja feita tua vontade (2x)

Minha vontade já deixei,
O teu reino já ganhei (4x)

Coro:
Os teus sonhos são maiores do que os meus
Os teus caminhos bem mais altos do que os meus
Toma minha vida tudo é teu,
Toma minha vida tudo é teu
.


Deus abençoe sua vida!!

terça-feira, 30 de julho de 2013

A Paixão De Cristo

download de filmes evangelicos

TRAILER DO FILME


Sinopse : As últimas 12 horas da vida de Jesus de Nazaré (James Caviezel). No meio da noite, Jesus é traído por Judas (Luca Lionello) e é preso por soldados no Monte das Oliveiras, sob o comando de religiosos hebreus, que eram liderados por Caifás (Matti Sbraglia). Após ser severamente espancado pelos seus captores, Jesus é entregue para o governador romano na Judéia, Poncio Pilatos (Hristo Shopov), pois só ele poderia ordenar a pena de morte para Jesus. Pilatos não entende o que aquele homem possa ter feito de tão horrível para pedirem a pena máxima e eram os hebreus que pediam isto. Pilatos tenta passar a decisão para Herodes (Luca de Domenicis), governador da Galiléia, pois Jesus era de lá. Herodes também não encontra nada que incrimine Jesus e o assunto volta para Pilatos, que vai perdendo o controle da situação enquanto boa parte da população pede que Jesus seja crucificado. Tentando acalmar o povo e a província, que detesta, Pilatos vai cedendo sob os olhares incriminadores de Claudia (Claudia Gerini), sua mulher, que considera Jesus um santo.

LINK PARA DOWNLOAD: http://www.4shared.com/video/FGEcXom0/A_PAIXO_DE_CRISTO_em_HD_-_lege.html